Metamorfose

Sou uma lagarta
vivo a rastejar.
Não vejo saída,
como gostaria de voar.

Olha esse céu azul!
Quero alcançar,
mas as asas me faltam.
Quero o voo alçar.

Ah! As borboletas…
Que lindas são.
Quero um dia ser igual a elas,
mas, primeiro preciso aprender a lição.

A lição que aprendo agora,
é a lição da transformação,
me entrego neste momento e a
aceito com resignação.

Adormeço agora e me entrego
nos braços de Deus.
Me desapego do meu passado
e a ele dou adeus.

Ah! Que sono gostoso…
Sonho com um arco íris
colorido, leve e solto!

Recebo a luz de Deus,
ao passado dou adeus.

Devagarzinho começo a acordar.
Abro meus olhos e meu coração.
Onde está a lagarta?
Dela agora, só resta recordação.

Aqui está tão apertado e
escuro também.
Onde está a luz?
Esta sim, me convém!

Rompo o meu casulo.
Crio forças…
Quero conhecer o mundo.

Nossa!
Há um mundo novo a conquistar.
Por isso quero voar e
uma nova vida abraçar.

Descobri que Deus em mim habita e
não há como negar,
pois a vitória é certa.
– Que bom que escolhi A Cor Dar.

 Eliane de Araujoh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *