Menu Categorias

Publicado em Diversos -

Esoterismo – Conhecimento Oculto no Tarô

Esoterismo – Conhecimento Oculto no Tarô

A Maravilhosa Jornada que o Universo do Tarô nos Remete.

Considero que estas linhas não são apenas uma compilação de informações e reflexões, que caso sejam aprofundadas pelo leitor, podem trazer uma nova luz e enfoque ao arquétipo das palavras Arcano e Tarô.

Uma das premissas básicas para melhor entendimento do que for falado, é que devemos Anos lembrar de um dos sete princípios escritos no Caibalion: “O que está em cima é como o que está em baixo…”

Com esta sublime frase, fica como uma obrigação para o Homem compreender que todas as suas buscas, para entender e compreender todas as leis da natureza que o circundam, está na análise inicial de si mesmo…

No homem , está representado microcosmicamente toda realidade do macrocosmo, permitindo afirmar a máxima: Deus está no Homem…

Quando observamos a natureza do som, das cores e de muitas outras vibrações, constatamos a presença do 7 em tudo…as 7 cores do Arco-Íris e do Prisma…as 7 notas musicais…etc …etc…

Comprovado por muito clarividentes e estudantes / pesquisadores de Ocultismo, o Homem possui 7 (principais) centros de forças como vórtices de energia conhecidos como Chacras (Rodas) e os mesmos Ase relacionam com 7 sistemas de evolução que faz o peregrinar da evolução do Espírito de Deus (Mônada para os teosofistas) interiorizado no Homem.

Na atualidade, podemos observar a evolução no passo quaternário, ou seja, tudo se liga ao quatro: 4 reinos de evolução: mineral, vegetal, animal e hominal; 4 estados de consciência manifestados: físico (corpo), etérico (onde estão os chacras), astral (emoções) e mental (pensamentos); 4 estações do ano ligadas ao Sol: Primavera, Verão, Outono e Inverno; 4 fases da Lua: Nova, Crescente, Cheia e Minguante entre inúmeras outras associações que poderíamos fazer…

Mas como foi falado anteriormente, são 7 os estados de vibração a serem percorridos para que ocorra a evolução, ainda resta para o Homem, 3 a serem vividos.

Esoterismo Oculto 01

Retornando aos chacras, podemos ver na ilustração, o posicionamento dos 7 chacras principais no corpo humano.Eles podem ser vistos por um clarividente quando são despertadas às visões astral e etérica.

Devemos entender que os 4 níveis de consciência já despertos no homem, se encontram nos 4 chacras inferiores:Raiz – consc. física, Esplênico – consc. etérica, Umbilical – consc. emocional e Cardíaco – consc. mental concreta. Ficando as consciências dos 3 chacras superiores, Coronal, Frontal e Laríngeo, para serem despertadas através da sublimação da consciência.

Cada chacra possui uma quantidade de pétalas, com se fossem flores, da seguinte forma:

Raiz: 4 pétalas,

Esplênico: 6 pétalas,

Umbilical: 10 pétalas,

Cardíaco: 12 pétalas.

Quando observamos os chacras e suas quantidades de pétalas com enfoque ocultista podemos fazer as seguintes analogias:

O Raiz e o Esplênico correspondem ao Físico

O Umbilical e o Cardíaco correspondem a Alma e os 3 superiores ao Espírito.

Eis a tríade: Espírito, Alma e Corpo, ou os 3 Logos ou Tronos da Teosofia.

O Tarô, a Astrologia e a Cabala também demonstram, como sagradas ciências, suas correlações com os Chacras humanos:

Somando as pétalas dos chacras Raiz e Esplênico temos o número “10”, correspondente às 10 Sephiroth da Cabala e aos 10 planetas da Astrologia (não contando a terra, sendo este análogo ao próprio corpo humano).

A soma das pétalas do Umbilical e do Cardíaco resulta 22″, os Arcanos Maiores do Tarô . A soma total de todas as pétalas dos 4 chacras mencionados resulta “32”, os 32 portais da sabedoria.

O chacra Cardíaco ainda guarda um segredo oculto que resulta no verdadeiro despertar das consciências como forças vivas ou latentes do universo. Como quarto chacra ou equilibrante entre os 3 superiores e 3 inferiores, ele representa a Aponte entre os reinos humano e divino. Suas 12 pétalas se relacionam a realidade quaternária que vivemos, ou mesmo, às 12 constelações zodiacais que podemos ver fisicamente no quaternário manifestado, lembrando o Arcano 12 ao Enforcado crucificado na matéria.

Mas quando esta realidade (Ilusão – Maia) é vencida, 2 pétalas ocultas são despertadas, onde inicialmente a 13 A Morte promove a transformação e a 14 como Temperança oferece a Luz e o equilíbrio.

O chacra Cardíaco reflete o Deus interno do Homem, tornando-o um Adepto, um Iluminado, Uno em relação as forças vivas e latentes do Universo.

O Homem torna-se Senhor do seu Destino, e toda esta sua sabedoria e luz no quaternário terrestre, sendo os 14 pedaços de Osíris são transmutados para as consciências Física (Terra) + Etérica (Água) + Astral (Fogo) + Mental (Ar):

                        14 Ar

14 Terra                          14 Água

                     14 Fogo

Faz com que surjam os 56 Arcanos Menores.

Realizando outras analogias, podemos agora adentrar em uma numerologia com cunho iniciático.

Lembrando alguns parágrafos anteriores, a evolução ocorre setuplamente, e quando se conclui, encerra-se no número síntese, o oito ou o número do Eterno (4).

Na Teosofia aprendemos que 7 sistemas de evolução correspondentes a níveis de consciência do próprio Eterno , são percorridos pela Mônada (Espírito de Deus) para que em seu final , seja atingido o 8 como síntese:

1/1 + 1/2 + 1/3 + 1/4 + 1/5 +1/6 + 1/7 e 8 (4).

7 Sistemas de evolução, culminam em seu final no 8 , o número de Deus.

7 + 8 (teosoficamente) = 78.

Desmembrando o 78:

         78

    22 + 56

78 é a soma dos Arcanos Maiores e Menores (Ápice), 22 é o número dos Arcanos Maiores e

56 é o número dos Arcanos Menores.

Realizando a redução teosófica temos:

7 + 8 = 15, 2 + 2 = 4 e 5 + 6 = 11

        15

     4 + 11

15 é o Arcano AO Diabo, 4 é o Arcano AO Imperador e 11 é o Arcano A A Força “. Esoterismo Oculto 03

Tendo ainda como explicação os ensinamentos teosóficos, é ensinado que a Queda dos Anjos foi uma medida tomada peloEterno (8) para que a consciência do 5º Anjo, relativa ao quinto sistema evolucional descesse para a terra no 41 Sistema (o nosso) de forma a auxiliar o plano de evolução.

O 5º Anjo, caído forçosamente A, perdeu metade de sua consciência e começou a agir como polaridade a evolução. O divino rebelde, o Anjo Lúcifer, se personifica em todas tradições religiosas de todos os tempos como  O Diabo.

Como divina providência para resgatar de forma paulatina a consciência de seu filho rebelde, o Eterno (8) utiliza a consciência de seu 6º filho (em formação), para que também descesse a terra com a consciência tirada de seu irmão e o auxiliasse. Como oposição (e ajuda) ao 5º Anjo, o 6º Anjo, passa a representar no 4º sistema de evolução a Luz contra a Sombra. Percebemos o jogo formado por 3 Anjos:

O 4º = Como o que fornece sustentáculo ao seu próprio sistema (o atual)

O 5º = Como Divino rebelde

O 6º = Como Luz e guia da humanidade

Fazendo a correlação com os Arcanos Maiores obtidos na redução teosófica:

O 15 como O Diabo representa o 5º Anjo, as trevas, mas também (deveria assim ser) o regente natural do próximo sistema evolucional após o 4º.

O 4 como O Imperador representando o próprio 4º Anjo, que através de estabilidade e concretização, oferece suporte ao 4º sistema da atualidade.

O 11 como A Força representando o jogo entre 5º e 6º Anjos.

Se observamos os Arcanos e os números acima vemos:

O Arcano 15, O Diabo relaciona-se ao 5º Anjo, mas se somarmos ainda o 15, 1 + 5, temos o 6, ou seja, o 6º Anjo mesmo que de forma oculta, está junto de seu irmão no ápice do triângulo, no comando.

O Arcano 4, o Imperador, relaciona-se ao 4º Anjo, que através do equilíbrio, oferece um palco para este jogo divino oculto a humanidade, originando para estas duas forças polares (5º e 6º) , um sustentáculo físico para que a evolução aconteça.

O Arcano 11, A Força, relaciona-se com o jogo destas 2 forças polares porém complementares (1 + 1 = 2). O 6º Anjo é representado pela Jovem pura que possui a força do próprio Eterno (o 8 sobre sua cabeça), que domina a fera, o Leão, representando o 5º Anjo, o rebelde que se sobrepuja a força divina de seu irmão.

Esta realidade macrocósmica e celeste, se reflete em todos nós microcosmicamente, sendo a maior mensagem deste conhecimento passado, o trabalho de transformar a pedra bruta interna (animal = leão = passional) em realidades mais espiritualizadas e principalmente conscientes, a pedra filosofal (jovem = força do eterno = universal).

Com esta reflexão sobre o Tarô, procurei abrir caminhos e horizontes de consciência novos em suas mentes e corações, pois as lâminas do Tarô, propiciam para quem as utiliza com consciência, uma excelente ferramenta para iniciação (ou continuação) dos estudos relativos às ciências ocultas.

Quando digo oculta, quero dizer desde já à palavra Arcano (secreto/ mistério), que como polaridade, têm à palavra Profano, sendo que estudadas com seriedade, às 78 lâminas do Tarô podem preparar o iniciante à Era de Aquário que já se firma na consciência humana.

No momento atual passamos pelo delicado e histórico momento de passagem de uma era à outra, sendo transladados os conhecimentos e experiências da Era de Peixes para à Aquariana.

Todos os Tarôs conhecidos profanamente na atualidade, vibram e possuem valores engajados à Era Pisciana, que tem como apogeu máximo em seus 2000 anos correspondentes, o aparecimento de Jesus, O Cristo Bíblico.

Para que se firme realmente um novo estado de consciência humano através da nova Era Aquariana, um novo ser Especial e novos conhecimentos serão passados e principalmente agregados a TODOS, sem distinção…..Tônica de Aquário…..Um novo Tarô será apresentado para a humanidade…..

No meu ponto de vista, todos tarôs construídos com bases sérias e com mínimas raízes apelativas e comerciais (infelizmente uma boa maioria) conhecidos na atualidade, podem concretizar valores internos referentes aos 4 estados de consciência manifestados, que são: Consciência Física, Vital, Emocional e Mental Inferior, onde pouquíssimos Tarôs como por exemplo o Egípcio e o de Oswald Wirth, podem preparar Ao estudante para o Quinto Estado de Consciência, buscando o Mental Superior ou Abstrato, religando como um primeiro passo, o lado Humano ao Divino.

Que tudo passado, seja refletido internamente em todos que me acompanharam até agora, sendo que seja despertada a verdadeira a vontade de nos tornarmos melhores, através da inteligência obtida com estes conhecimentos, ampliando e muito a a imaginação como quinta essência, de forma que todos, de forma unitária e consciente…façam parte da Era aquariana que se firma…

Texto de Nilton Schutz – Pesquisador, Professor de Ciências Ocultas e Astrologia, Publicitário e Comunicador da Rádio Mundial.

esoterismo-taro-1

Compartilhe